22/05/2012

João Amós Comenius: Pai da Didática

Comodidade da Humanidade
João Amós Comenius nasceu em 1592, na Moravia, região da Europa Central. Faleceu em 1670, em Amsterdã.
Mestre, cientista e escritor, Comenius foi educado por um grupo protestante da igreja dos Irmãos Morávios, que adotava padrões rígidos de educação. Um ensino desprovido de afeto, no qual o professor era o detentor absoluto do saber, ministrando aulas extremamente dogmáticas e utilizando o recurso da palmatória, quando necessário.
São esses elementos que darão base para a elaboração do que Comenius chama de Didática Moderna, presente em sua obra Didáctica Magna.
Comenius é o primeiro educador, no mundo ocidental, a interessar-se pela relação ensino e aprendizagem, distinguindo o ensinar do aprender, pensamento este, revolucionário para sua época, o século XVII.
Ao terminar os estudos secundários vai estudar Teologia na Universidade Calvinista de Herbron, Alemanha. Adquire uma boa formação cultural e se identifica cada vez mais com a religião e torna-se pastor.
Por um período atua no magistério, oportunidade esta, de pôr suas ideias pedagógicas em prática.
Muda-se para Fulnek, local onde casa-se e tem filhos. Após algum tempo essa região vira centro de uma disputa política religiosa e inicia-se a Guerra dos Trinta Anos. Em 1621, o exército espanhol invade a cidade e dizima quase toda a população. Outra tragédia que assola Fulnek é a peste, que mata a esposa e os dois filhos de Comenius.
Em 1628, muda-se para a Polônia e retoma suas atividades como pastor e professor.
Começa então a se destacar como educador e em 1627 publica a Didáctica Magna. 
Nesta obra, Comenius expõe sua ideia de que se deve “ensinar tudo a todos” e sistematiza os princípios que permitiriam o homem se colocar no mundo, não apenas como expectador, mas como um ser ativo.
Segundo o portal Conteúdo Escola, Comenius “defendia a tese de que a educação deve começar pelos sentidos, pois as experiências sensoriais obtidas através dos objetos seriam internalizadas e, mais tarde, interpretadas pela razão. Compreensão, retenção e práticas consistiam a base de seu método didático e, por meio desses elementos, chegar-se-ia às três qualidades: erudição, virtude e religião, correspondendo às três faculdades que é preciso ter: intelecto, vontade e memória.”
Nit
Seu método segue os seguintes critérios:
· Tudo o que se precisa saber deve ser ensinado;
· Tudo o que for ensinado deve ser articulado com seu uso prático;
· É preciso ensinar de uma maneira direta e clara;
· Ensinar a verdadeira natureza das coisas;
· Iniciar os estudos pelos princípios gerais;
· Respeitar o tempo do aluno, ensinando os conteúdos em seu devido momento.
Em 1648, já doente, abandona a Polônia e estabelece-se em Amsterdã, onde casa-se novamente.
Morre na Holanda, reconhecido como “o pai da Didática”, lutando até seu último instante pela fraternidade entre os povos e as igrejas.

Jailson Araújo e Paloma Silva


Referência Bibliográfica:

Conteúdo Escola: o portal do educador. Jan Comenius (Jan Amós Komensky). 2011. Disponível em: <http://www.conteudoescola.com.br/nossos-mestres/85-jan-comenius-jan-amos-komensky>. Acesso em: 28/3/12

Nenhum comentário:

Postar um comentário