12 de set de 2012

Hino Nacional Brasileiro Patrocinado


Hino Nacional Brasileiro Patrocinado é um vídeo elaborado em homenagem aos alunos de Marketing do professor Marcelo Araújo.
Uma sátira que troca palavras do Hino Nacional Brasileiro por nomes de empresas multinacionais.

Ficha Técnica
Direção: Hugo Sentinelli
Gênero: Animação
Origem: Brasil
Ano: 2009
Duração: 1 min. e 26 seg.

Por que assistir: Por mostrar a influência da cultura de massa.

Paloma Silva

4 de set de 2012

Alô Amigos # Disney




Watercolor of Brazil, mais conhecido como Aquarela do Brasil é um curta metragem animado que faz parte do longa metragem Saludos Amigos da Disney.

A animação mostra pela primeira vez o personagem Zé Carioca apresentando o samba (através das canções Aquarela do Brasil e Tico-Tico no Fubá) e a cachaça ao Pato Donald em sua visita ao Brasil.
O desenho foi produzido com o intuito dos Estados Unidos reunirem aliados durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), esforço esse, conhecido como a "política da boa vizinhança".


Ficha Técnica
Direção: Walt Disney
Gênero: Animação
Origem: Estados Unidos
Ano: 1942
Duração: 10 min

Por que assistir: Por mostrar como o Brasil era visto pelos Estados Unidos na época da Segunda Guerra Mundial.

Paloma Silva

Identidade # Fernando Meirelles # Indicação



Identidade é um dos sete curtas encomendados pelo Banco do Brasil para a campanha "Valores do Brasil". Cada filme aborda uma virtude diferente: afeto, alegria, confiança, conhecimento, fraternidade, identidade e originalidade.
Identidade foi vinculado no horário nobre da TV aberta entre 23 de dezembro de 2004 à 4 de janeiro de 2005.

Ficha Técnica
Direção: Fernando Meirelles
Gênero: Drama
Origem: Brasil
Ano: 2004
Duração: 3 min

Por que assistir: Por mostrar a construção da identidade brasileira.

Paloma Silva

Tricko # A camiseta # Indicação



O curta metragem Tricko, traduzido como A camiseta, narra a história de Mark e Tomas. Mark é um rapaz com dupla nacionalidade (americano e eslováquio) e fortes crenças, Tomas um atendente de mercado que veste uma camiseta polêmica. O encontro de ambos acontece na Eslováquia e é marcado por uma forte intolerância religiosa. 

Ficha Técnica
Direção:  Hossein Martin Fazeli 
Gênero: Drama
Origem: Eslováquia
Ano: 2006
Duração: 9 min


Por que assistir: Por instigar uma reflexão sobre o fanatismo religioso e suas possíveis consequências, além de discutir sobre a identidade nacional (patriotismo).


Paloma Silva

22 de ago de 2012

O perigo de uma única história # Chimamanda Adichie

Chimamanda Adichie é uma contadora de histórias que nos fala sobre "o perigo de uma única história", ou seja, sobre o "comércio de ideologias". Seu relato inspirador é feito durante o TED 2009.
TED ou Technology Entertainment Design é uma organização sem fins lucrativos sediada nos Estados Unidos que propõe conferências de "ideias que merecem ser disseminadas".
A seguir o vídeo de Chimamanda dividido em duas partes.






Paloma Silva

13 de ago de 2012

A letra S


Conheça algumas particularidades da letra S:
Momento Divertido
  • Nenhuma palavra começa ou termina com SS.
  • O SS aparece sempre entre vogais.
  • A letra S entre duas vogais tem o som de Z.
  • Geralmente as palavras terminadas em S estão no plural. Exemplos: cartas, vingadores, jogos.
  • Algumas palavras terminadas em S não estão no plural. Exemplos: inglês, lápis, francês.
  •  Após as consoantes L, N e R usa-se somente um S, mas o seu som é de SS. Exemplos: pulso; ensinar, curso.

Paloma Silva

9 de ago de 2012

Conto etiológico

AEILIJ
São considerados contos etiológicos os contos populares que foram concebidos para explicar a criação e as características de um ser, lugar ou fenômeno da natureza.

São exemplos de contos etiológicos: A festa no céu, As duas mulheres e o céu, Por que cachorro é inimigo de gato e gato de rato, etc.
Assista um exemplo de conto etiológico, Amigos mas não para sempre de Rogério Andrade Barbosa.



Paloma Silva


Referência Bibliográfica: Língua Portuguesa, Projeto Conviver, 5º ano, Editora Moderna.

6 de ago de 2012

Bienal do Livro 2012


Assim como os livros transformam o mundo, a 22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo vai transformar a cidade de São Paulo em agosto.
A Bienal reunirá em um mesmo local as principais editoras, livrarias e distribuidoras do país, que apresentarão para cerca de 800 mil visitantes os mais importantes lançamentos editoriais e oferecerão uma diversidade única de títulos em um espaço total de 60 mil m².
Além de ser um local para realizar bons negócios, o evento reunirá representantes da cadeia produtiva e criativa do livro como: empresários, jornalistas e escritores do mundo inteiro. 
A Bienal do Livro de São Paulo atrai um público plural, entre crianças, jovens e adultos devido a sua diversificada programação cultural, que vai agitar os 11 dias do evento, incentivando o gosto pelos livros e pela leitura.

Mais informações aqui.

Onde: Pavilhão de Exposições do Anhembi
Local: Av. Olavo Fontoura, 1.209, Santana, São Paulo
Quando: 09/08 a 19/08/12
Horário: das 10h às 22h (exceto no dia 19/08 - das 10h às 20h)
Entrada: R$12,00

Fonte: Bienal do Livro

4 de ago de 2012

Teste da Boneca # Racismo X Construção da Identidade



O Teste da Boneca foi realizado pela primeira vez em 1939 pelo psicólogo afro-americano Kenneth Clark. O teste consistia em exibir bonecas brancas e negras para um grupo de crianças e pedia-se que atribuíssem determinadas características às bonecas: bonita, feia, boa e má. Foi constatato que 63% das crianças escolheram a boneca branca como a bonita e boa e a negra como feia e má.
Após 55 anos o cineasta Kiri Davis resolveu recriar o teste para averiguar se algo havia mudado nesse transcorrer dos anos, registrou-se que 71% das crianças atribuíram as mesmas características anteriormente levantadas para as bonecas branca e negra. Ou seja, a auto-estima dos negros americanos se manteve baixa.
No Brasil, em 2006, um teste semelhante foi realizado pela pedagoga Roseli Martins. Porém este teve diversas críticas pois não foi tão fiel quanto a pesquisa original, o que possivelmente teria induzido as respostas das crianças testadas.
O vídeo nos faz refletir sobre como anda a percepção que as crianças negras tem sobre si mesmas e como a tensão racial ainda está em alta na sociedade atual.

Paloma Silva

Referência Bibliográfica: Destaque Negro

1 de ago de 2012

Uso do hífen após a palavra "mal"

Usa-se o hífen nas palavras compostas formadas com mal quando aparecem logo após uma vogal ou a letra H.

Exemplos:
mal-estar
mal-humorado


Paloma Silva

30 de jul de 2012

Janelas Portuguesas # Exposição

Em comemoração aos 77 anos de fundação da Casa de Portugal de São Paulo, a Galeria de Arte da instituição promove a exposição Janelas Portuguesas que conta com 20 imagens do fotográfo Hênio Souza. 
As fotos retraram a evolução e a modernidade de diferentes cidades portuguesas através de singelas janelas.
"As fotos representam a alma e o modo de ser e de estar dos portugueses. Portugal é um país que aprendi a admirar, pois tem um povo acolhedor que sabe conviver em harmonia entre a tradição e a modernidade”, revela Hênio Souza.

Onde: Casa de Portugal
Local: Av. Liberdade, 602, São Paulo
Quando: 16/07 a 10/08
Horário: de segunda à sexta, das 9h às 18h
Entrada: Gratuita

Paloma Silva

26 de jul de 2012

Uso do "mal" e "mau"

Link Atual

Mau com "u" é adjetivo e antônimo de bom.

Exemplos
Você é um mau aluno. (bom aluno)
Ele é um mau professor. (bom professor)
Você tem um coração mau. (bom coração)

Mal com "l" pode ser substantivo ou advérbio e é antônimo de bem.

Exemplos
Ela falou mal. (falou bem)
Adoro carne mal passada. (bem passada)
Estou passando mal. (passando bem)


DICA



Paloma Silva

25 de jul de 2012

Dia do Escritor

Escrever pode ser uma arte, uma dádiva, um sonho, um desbafo, uma profissão ou um passatempo.  
Escrever é libertar os fantasmas, dar vida a imaginação, guiar os cegos e dar esperança aos perdidos. 
Ao lermos um livro, uma página, uma parágrafo ou até mesmo uma frase, nossas vidas podem tomar novos rumos. As palavras abrem portas para uma nova dimensão, um mundo de fantasias, de sonhos, de diversão, de angústias, de realidades cruas e nuas. 
"Eu escrevo como se fosse salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida", disse Clarice Lispector, uma grande escritora brasileira. 
E para homenagear esses escritores capazes de transformar a realidade, hoje, 25 de julho, é comemorado o Dia do Escritor. 
A escolha da data se deu após a realização do primeiro Festival do Escritor Brasileiro, em 1960, o qual teve como presidente João Peregrino Júnior e Jorge Amado como vice-presidente, evento esse promovido pela União Brasileira de Escritores. 
E cá estou, escrevendo e representando os demais escritores desse blog, registrando palavras, ideias, e uma singela homenagem a todos os escritores do mundo!

Paloma Silva 

23 de jul de 2012

Uso do porquê

Acervo de Professor
Dependendo da função que desempenha na oração, o porquê é escrito de formas diferentes. Vamos conhecê-las?

Porque: é utilizado em respostas.
Ex.: Ele foi embora porque cansou daqui.

Porquê: é utilizado quando assume a função de substantivo. Em geral é seguido de um artigo.
Ex.: O porquê da questão não foi explicado.

Por que: é utilizado no sentido de "o motivo pelo qual" e no início ou meio de frases interrogativas.
Ex.: Por que chegou atrasado?

Por quê: é utilizado no final de frases interrogativas.
Ex.: Está nervoso, por quê?


Paloma Silva

21 de jul de 2012

Ocupação Nelson Rodrigues # Exposição

NO 220
A mulher ideal deve ser dama na mesa e puta na cama .

Nelson Rodrigues 

Polêmico, pornográfico, reacionário, gênio, brilhante! São muitos os intensos adjetivos associados a uma das figuras mais provocadoras do século XX no Brasil, Nelson Rodrigues (1912/1980). 
No ano que marca o centenário de nascimento do dramaturgo, jornalista e escritor pernambucano, o espaço Itaú Cultural promove a exposição Ocupação Nelson Rodrigues, sob curadoria de duas parentas, a filha Maria Lúcia e a neta Sônia Muller. 
"Queremos que ele diga como era pequena, mesquinha e hipócrita a sociedade de seu tempo e como ele fez a opção de ser livre. E, para ser livre e poder opinar com a sua consciência, ele tinha que optar pela solidão intelectual", diz Maria Lúcia Rodrigues. 

Terra
Para relembrar a vida do autor de Vestido de Noiva e A vida como ela é, a mostra conta com um acervo de materiais diversos (filmes, entrevistas, jornais, livros, etc.) e mais de 150 fotos de momentos que marcaram sua a vida e carreira. 
A exposição é gratuita e estará em cartaz até o dia 29 de julho.

Onde: Itaú Cultural
Local: Avenida Paulista, 149, Bela Vista, São Paulo
Quando: 21/6 a 29/7/12

Horário: de terça a sexta, das 9h às 20h; sábado, domingo e feriado, das 11h às 20h
Entrada: Gratuita

Paloma Silva

20 de jul de 2012

139º aniversário de Santos Dumont

O homem pode voar? Você já quis voar? Você sabe de onde vem o avião? Quem inventou o avião?
Questionamentos como esses podem ser o começo de uma pesquisa sobre uma grande celebridade do século XX, Santos Dumont.
Hoje, 20 de julho, Santos Dumont completaria 139 anos. O aviador brasileiro, a bordo do 14-Bis, executou em Paris o primeiro voo em um aparelho mais pesado que o ar e tornou possível o sonho de muitos humanos: pairar sobre o grande céu azul.
Aproveite a data e peça aos seus alunos que pesquisem sobre o homem considerado o pai da aviação.
Para iniciar as discussões assistam o vídeo elaborado pela TV Escola: De onde vem o avião?



Tal recurso dará base para diversas atividades sobre Santos Dumont.
É inegável a importância dessa figura para a História, tanto que, hoje o Google trocou seu logotipo em homenagem ao 139º aniversário do aviador. 

Terra
Saiba mais sobre Santos Dumont, aqui.

Paloma Silva

19 de jul de 2012

Balaio Amerindio # 9ª edição

Balaio Amerindio
Nesse próximo sábado, 21 de julho, acontecerá a 9ª edição do Balaio Amerindio, que "tem como objetivo contribuir para o conhecimento e o debate sobre as questões que sustentam os modos como vemos e tratamos a nós mesmos como nativos e/ou habitantes do continente americano". 
O evento é "destinado a apresentações de indivíduos e grupos especialmente envolvidos em ações culturais que resgatam as culturas tradicionais do continente americano". 
O Balaio é uma das ações do ECAL – Curso de Formação em Educação e Comunicação na América Latina, do INSTITUTO GENS DE EDUCAÇÃO E CULTURA, sob a coordenação de Donizete Soares.
Nessa edição haverá uma Coletiva sobre o Paraguay com a participação de Mário Villalva, professor de Guarani da USP, e Marilu Cabañas, jornalista da Rádio Cultura - transmitida ao vivo pela Rádio Cala-boca já morreu; palestra O cangaço de Lampião e Maria Bonita, com o poeta Jefferson Santana; além da Feira Solidária [comércio justo], na qual haverá um escambo de objetos entre os participantes do evento. 

Confira a programação completa aqui.

Onde: Casa Cala-boca já morreu
Local: Rua Henrique Shaumann, 125, Pinheiros, São Paulo
Quando: 21/07/12
Horário: das 17h às 23h
Entrada: Gratuita

Paloma Silva

De uma estrela a outra - Encontros literários Itália-Brasil # Exposição

De uma estrela a outra – Encontros literários Itália-Brasil integra a série de eventos do Momento Itália-Brasil, vigente na Casa das Rosas desde 2 de junho, sob a curadoria de Francesca Cricelli e com apoio do Instituto Italiano de Cultura de São Paulo, do Governo do Estado de São Paulo e da Poiesis – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura. Os eventos também acontecem, com programação específica, na Casa Guilherme de Almeida.
De uma estrela a outra – Encontros literários Itália-Brasil propõe pensar a relação entre Brasil e Itália através da poesia e nos conduz à obra de Giuseppe Ungaretti (1888-1970) e Haroldo de Campos (1929-2003).

 Giuseppe Ungaretti

Laletteratura
Giuseppe Ungaretti lecionou na Universidade de São Paulo e aqui morou de 1937 a 1942. No Brasil, conseguiu aprofundar e apaziguar sua obsessão pela relação entre memória e inocência, bem como entender profundamente o sentido do Barroco. Aqui perdeu um filho, conviveu com Oswald e Mário de Andrade, Murilo Mendes e Haroldo de Campos, traduziu a poesia brasileira e apaixonou-se por Aleijadinho. No final dos anos 1960, retornou ao Brasil e escreveu um libreto, Dialoghi, com poemas seus e da jovem Bruna Bianco. 


Haroldo de Campos


Visite São Paulo
A segunda parte da exposição é dedicada às transcriações dantescas do Haroldo de Campos, dos cantos do Paraíso, da Divina Comédia, de Dante Alighieri. Em sua tradução de seis cantos do Paraíso, o poeta toca o universo do inefável, do não representável, a viagem de Dante, que representa sua iniciação como poeta e, ao mesmo tempo, é uma alegoria da viagem da alma em seu caminho à redenção. 



Onde: Casa das Rosas
Local: Avenida Paulista, 37, Bela Vista, São Paulo
Quando: 15/6 à 15/8/12
Horário: de terça a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos das 10h às 18h
Entrada: Gratuita

18 de jul de 2012

46664

No mundo da Lú
Imagine-se um jovem negro, acordando na década de 90, cerceado dos seus direitos políticos, sociais e econômicos; vivendo em uma sociedade na qual uma minoria branca domina politicamente boa parte do território em que vive; amar e casar-se com uma branca é um apenas um sonho de contos de fadas, pois a realidade é apenas uma: negros e brancos não podem ocupar o mesmo espaço! Essa era a vida de milhares de africanos durante o Apartheid, regime político de segregação racial implantado na África do Sul entre 1948 e 1994. 
Certamente esse fato histórico está presente nos currículos escolares. Mas como o educador deve abordar esse tema em sala de aula? Que tal aproveitar a data de hoje, 18 de julho, aniversário do líder negro, Nelson Mandela

Jasapple
Mandela se destacou como líder da luta de resistência ao Apartheid ao tornar-se comandante do braço armado do CNA, Congresso Nacional Africano (movimento anti-Apartheid). Sua luta lhe custou uma prisão de aproximadamente três décadas. Mas após a campanha “Libertem Nelson Mandela”, que contava com o apoio de países estrangeiros, o ativista foi libertado e tornou-se o primeiro presidente negro da África do Sul. 
46664, número que o líder recebeu enquanto esteve preso, se ressignificou e passou a ser usado para outros fins, tais como, emblema da campanha contra AIDS e marca de uma linha de roupas. 
Ideais antagônicos? Certamente! Muitos estudiosos criticam o atual uso da imagem de Nelson Mandela. Cabe a você, educador, ampliar essa discussão. 
Explorar sobre o racismo, a desigualdade social e o Apartheid, é apenas o início da reflexão. Instigue seus alunos a pensarem criticamente sobre o mundo em que estão inseridos. Verifique os conhecimentos prévios que possuem sobre esses assuntos. Aristóteles já dizia “a dúvida é o princípio da sabedoria”, logo, plante a dúvida em seus discentes. Mostre a eles que os acontecimentos de hoje são reflexos ou consequências de um passado. Não se prenda em livros didáticos, amplie o conhecimento, use outras ferramentas, tais como, jornais, revistas, música e filmes. O filme Mandela: luta pela liberdade é uma possível ferramenta que lhe possibilitará uma discussão sobre o Apartheid e a figura do líder. 
E já que a dúvida é o princípio da sabedoria, fica aqui um questionamento. Será que hoje, aos 94 anos, Mandela acredita que conseguiu transformar o seu país em uma democracia para todos? Reflita!

Leandro Alves e Paloma Silva

Exercícios do olhar # Exposição


 

Nesse último sábado (14) ocorreu a abertura da mostra Exercícios de olhar exposta no Museu Lasar Segall.
A mostra Exercícios de Olhar reunirá um conjunto de 37 obras criadas por 32 artistas de períodos e tendências diferentes da história da arte. O conjunto de trabalhos engloba desde o período mais acadêmico, em que o nu é tema preferencial, até figuras em paisagens urbanas e/ou rurais, além de retratos.
O título Exercícios de Olhar remete à prática de observação visual que o espectador deve fazer diante de cada obra quando aprecia uma pintura ou desenho. A curadora Aracy Amaral privilegiará na exposição obras de dezenas de artistas do final do século XIX à contemporaneidade, enfatizando trabalhos do período modernista, sempre focalizando a temática pouco usual de figuras de costas.
Segundo Aracy Amaral "o tema – figuras de costas – pode até ser visto como “reacionário”, se considerarmos que Werner Haftman já declarava na abertura da primeira Documenta de Kassel (1955) que “a imagem das coisas” não mais bastava “para apresentar a essência do homem”. Afirmação que pode ser uma alusão definitiva à rejeição da figuração como forma de expressão artística. Mas o tema pode, por outro lado, ser apreciado como exercício instigante de leitura de trabalhos de artistas que utilizaram/utilizam, eventualmente ou com frequência, o dorso de figuras em suas composições."


Onde: Museu Lasar Segall
Local: Rua Berta, 111, Vila Mariana, São Paulo
Quando: 14/07 à 21/10/12
Horário: diariamente das 11h00 às 19h00 (Fechado às terças-feiras)
Entrada: Gratuita

Fonte: Ministério da Cultura e Museu Lasar Segall

17 de jul de 2012

Jorge Amado e Universal # Exposição

A exposição Jorge Amado  e Universal, que faz parte das comemorações oficiais do centenário de nascimento do escritor, é uma realização da Grapiúna e da Fundação Casa de Jorge Amado, em parceria com a Secretaria de Cultura do Governo de São Paulo e o Museu da Língua Portuguesa. 
Para Antonio Carlos de Moraes Sartini, Diretor do Museu da Língua Portuguesa, a mostra “é motivo de grande orgulho para o museu, que assim, se torna mais brasileiro ainda, já que aproximará do grande público um dos autores nacionais que mais bem retratou o nosso povo através de suas aproximadamente 5.000 personagens criadas, cheias de grandezas, fraquezas, de sabedoria popular, donas de uma sensualidade encantadora,repletas de malícia,fé e esperanças. Ainda, segundo o diretor “a obra deste querido autor baiano ajudou a difundir a cultura brasileira, pois seus livros foram publicados em mais de 50 países e versados para 49 idiomas”. 

Rakky
Sobre a exposição
A mostra está dividida em módulos distintos, cada um deles dedicado a um aspecto marcante na vida do autor. Não existe a pretensão de esgotar nem a biografia, nem a criação ficcional de Jorge Amado. A ideia é fornecer pistas, sugerir caminhos, para que o visitante fique instigado, tenha vontade de ler e de descobrir mais depois da exposição, aliás, esta é uma característica sempre presente nas exposições realizadas no Museu da Língua Portuguesa.
O primeiro módulo é dedicado aos personagens –nove,entre tantos, foram escolhidos por representar a diversidade e abrangência da obra em diversos períodos: Gabriela e Nacib (Gabriela Cravo e Canela, 1958), Dona Flor (Dona Flor e seus Dois Maridos, 1966), Os capitães da areia (Capitães da Areia, 1937), Pedro Arcanjo (Tenda dos Milagres, 1969), Antonio Balduíno (Jubiabá, 1935), Guma e Lívia (Mar Morto, 1936), O Menino Grapiúna (O Menino Grapiúna, 1981), Santa Bárbara (O Sumiço da Santa, 1988) e Quincas (A Morte e a Morte de Quincas Berro d’Água, 1961).
No mesmo módulo uma grande instalação passa a ideia da verdadeira multidão de personagens principais e figurantes criados pelo autor. Milhares de fitas similares à tradicional fitinha do Senhor do Bonfim cobrem uma parede, trazendo,em cada uma delas, nomes de outros personagens – sejam fictícios, como Tieta (de Tieta do Agreste), Florzinha (de Tocaia Grande) e Ana Mercedes (de Tenda dos Milagres); ou pessoas reais que Jorge Amado inseriu na ficção, como Getúlio Vargas, Hitler e Lampião.
O segundo módulo apresenta a vida política do autor, que chegou a ser eleito Deputado Federal por São Paulo e era um destacado comunista de sua época.
O terceiro módulo é dedicado às misturas que, segundo Jorge Amado, caracterizam o Brasil – sobretudo a miscigenação e o sincretismo religioso.Uma grande instalação colorida, abriga resultados de uma pesquisa por amostra de domicílio – PNAD/1976.
O módulo seguinte é dedicado à malandragem e à sensualidade presentes na obra do autor. Através de rachaduras estrategicamente abertas nas paredes, o visitante pode se deliciar com trechos de livros de Jorge Amado.
O quinto módulo apresenta um pouco da Bahia tal como foi ‘(re)inventada’ por Jorge Amado, com suas belezas e suas mazelas.O mar e o cacau, elementos importantes para o universo do autor, estão presentes neste módulo de maneira inusitada.
Casa dos Milagres é o nome do sexto módulo que trará objetos pessoais do autor, correspondências, fotografias e até suas famosas camisas floridas.
A mostra traz ainda espaço para depoimentos de amigos, artistas e críticos ,além de depoimentos de anônimos construindo,assim, uma cronologia sintética da vida do escritor e destacando sua presença internacional, entre outros aspectos.
Uma das marcas mais fortes do escritor era exatamente a sua capacidade de transitar entre o universo erudito e o popular, entre o terreiro de candomblé e a Universidade de Sorbonne.
Já na área final da mostra são exibidos muitas edições de livros do autor publicados em diversos países – de uma capa finlandesa de Tocaia Grande a uma edição de bolso francesa de Dona Flor.

Onde: Museu da Língua Portuguesa
Local: Praça da Luz, s/nº, Centro, São Paulo
Quando: 17/4 à 22/07/12
Horário: de terça à domingo, das 10h às 18h (não abre às segundas-feiras)
Entrada: R$6,00 (estudantes pagam meia) e aos sábados a entrada é gratuita

12 de jul de 2012

CONTEC Brasil 2012

A Feira do Livro de Frankfurt apresenta a CONTEC Brasil, uma conferência sobre alfabetização, educação e conteúdo de mídia e tecnologia para crianças e jovens, que acontecerá nos dias 7 e 8 de agosto de 2012, no Auditório do Ibirapuera, em São Paulo.
Em sua primeira edição, educadores, administradores da área educacional, experts em tecnologia e educação, editores e profissionais de empresas crossmedia poderão participar de um programa internacional e único que combina insights visionários e experiências práticas.
A conferência é organizada por duas divisões da Feira do Livro de Frankfurt: a LitCam e a Frankfurt Academy.
A CONTEC Brasil irá promover discussões sobre a incorporação de novas tecnologias na sala de aula, o treinamento de professores, e a mídia digital e as redes sociais na alfabetização.
Palestras e painéis de discussão irão explorar a influência cada vez maior do livro digital na produção editorial tradicional, os desafios da produção crossmedia e o poder da mídia social. 

Onde: Auditório do Ibirapuera.
Avenida Pedro Álvares Cabral, Parque do Ibirapuera, São Paulo.
Quando: 7 e 8 de agosto de 2012.
Horário: das 9h às 18h.
Entrada: Gratuita.

Confira a  programação completa  e faça já a sua inscrição em CONTEC Brasil.

Fonte: CONTEC Brasil

10 de jul de 2012

Georges Méliès, o mágico do cinema # Exposição

O MIS (Museu da Imagem e do Som) apresenta a exposição Georges Méliès, o mágico do cinema. Inédita no Brasil, a mostra remonta, através de seis diferentes seções, a trajetória do artista e suas invenções revolucionárias na Sétima Arte. Produzida pela Cinemateca Francesa, a exposição exibe uma coleção única no mundo proveniente de duas fontes: a reunida desde 1936, na própria Cinemateca; e a herdada por sua neta, Madeleine Malthête-Méliès, que foi adquirida em 2004 pelo Centro Nacional de Filme, com o apoio do Fundo Patrimônio do Ministério da Cultura.

Conhecido como o pai dos efeitos especiais, Georges Méliès (1861-1938), atuava como mágico, diretor teatral, cenógrafo, ator, técnico e produtor. Durante sua trajetória profissional, também foi distribuidor de mais de 500 filmes entre os anos de 1896 e 1912. Na mostra do MIS, sua vida e carreira revisitadas, com objetos, cartazes, desenhos, figurinos, fotografias e documentos originais do artista. 
Através das seções Méliès mágico; Méliès mágico e cineasta; O estúdio Méliès; O universo fantástico de Méliès; A Viagem à Lua; e Fim a mostra apresenta a vida e carreira do cineasta, reunindo objetos, cartazes, desenhos, figurinos, fotografias e documentos originais do artista. Georges Méliès, o mágico do cinema ainda conta com uma instalação exclusiva onde será possível criar filmes em stop motion com cenários baseados nas obras do cineasta.
Completando a exposição, o Museu ainda realizará projeções de onze de seus filmes em algumas das paredes. A obra-prima de Georges Méliès, Viagem à Lua (1902), será exibida dentro de uma nave espacial inspirada no filme, criada com exclusividade pelo MIS.


Instalação Méliès
O MIS concebeu, especialmente para acompanhar a exposição, a Instalação Méliès, uma obra interativa na qual grupos de até oito pessoas poderão criar filmes de até 30 segundos em meio aos cenários móveis que compõem essa instalação. Serão disponibilizados quatro narrativas e cenários para escolha dos participantes: De volta à pré-história; Exploração do espaço; A chegada do submarino; e Movimento planetário.
O trabalho, desenvolvido para o Espaço Redondo do Museu pela artista Letícia Ramos, permite uma experiência de imersão no mundo mágico do cineasta e ilusionista francês. A partir da escolha de uma narrativa, será possível manipular recursos cenográficos e efeitos especiais como o aparecimento e desaparecimento de objetos e pessoas e a mudança de tamanho de elementos da narrativa, semelhantes aos truques utilizados por Meliès em seus filmes.


2GEEK
Sobre Méliès
Georges Méliès (1861-1938) foi desenhista, mágico, diretor de teatro, decorador, ator, técnico, produtor-diretor-distribuidor de mais de 500 filmes entre 1896 e 1912. Durante quase vinte anos, Méliès reinou como mestre absoluto sobre o mundo da fantasia e dos truques cinematográficos. Sua contribuição para a Sétima Arte é essencial, porque ele abre à cinematografia, então nascente e quase exclusivamente documentária, as portas do sonho, da magia, da ficção. Méliès realiza um ato fundador ao unir o universo de Robert-Houdin à cronofotografia ou cinematografia de Marey e dos irmãos Lumière. Recentemente, o público pôde conhecer um pouco mais da história de Méliès com o filme A Invenção de Hugo Cabret (Hugo, Estados Unidos, 2011), de Martin Scorsese - obra que conquistou cinco Oscars neste ano. A referência ao cineasta também pode ser notada em diversas outras esferas artísticas. É o caso do videoclipe Tonight, Tonight (1996), da banda de rock norte-americana The Smashing Pumpkins, totalmente baseado em Viagem à Lua. Além do grande sucesso, o trabalho conquistou o prêmio de melhor videoclipe daquele ano no MTV Video Music Awards.


É proibida a entrada com bolsas e mochilas.

OndeMuseu da Imagem e do Som.
Local: Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo.
Quando: 04/06 à 16/09/12
Horário: Terças as sextas, das 12h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h.
Entrada: R$ 4,00 (estudantes pagam meia)

6 de jul de 2012

Flip 2012


Considerada um dos principais festivais literários do mundo, a Festa Internacional Literária de Paraty ou simplesmente Flip, desde 2003, realiza cerca de 200 eventos, que incluem debates, shows, exposições de filmes e apresentações de escolas, entre outros, distribuídos em Flip Programação Principal, Flip - Casa da Cultura, Flipinha (público infantil), FlipZona (público jovem).
A Flip 2012 que acontecerá de 4 à 8 de julho na cidade de Paraty, Rio de Janeiro, homenageará o escritor brasileiro Carlos Drummond de Andrade, cujo nascimento completa 110 anos em outubro.
Mais de 40 escritores consagrados irão participar do evento, entre eles o cartunista Angeli, o jornalista Fernando Gabeira e o jornalista Luís Fernando Verissimo.
Confira a programação completa no site do evento:  http://www.flip.org.br/

Leandro Alves e Paloma Silva

Taare Zameen Par # Como estrelas na Terra: toda criança é especial # Indicação

Ser feliz é ser livre


Taare Zameen Par traduzido por Como estrelas na Terra: toda criança é especial - filme Bollywoodiano - conta a história de Ishaan Awasthi, um garoto de oito anos que sofre de dislexia e custa ser compreendido.
Uma criança que vê as letras dançando em sua frente e completamente sonhadora, não consegue focar sua atenção durante às aulas. O pai muito rígido acredita que seu mau rendimento é falta de disciplina e o matricula em um internato.
O menino, mal compreendido e sentindo falta de sua família, entra em depressão, até que um novo professor de artes, Ram Shankar Nikumbh, percebe que algo estranho acontece com o pobre Ishaan e resolve transformar sua vida.




Ficha Técnica
Direção: Aamir Khan
Gênero: Drama
Origem: Índia
Ano: 2007
Duração: 165 min
Site oficial: Taare Zameen Par

Por que assistir: Por mostrar como o olhar atento de um professor pode transformar a vida de um aluno com dislexia. 




Trailer



Paloma Silva

13 de jun de 2012

Lançamento de Mestre Virtual: 13/6/12

Finalmente chegou o grande dia! Hoje é o lançamento da nossa revista eletrônica Mestre Virtual.
Após muito esforço e dedicação iremos compartilhar, com todos os alunos do curso de Pedagogia da Faculdade Sumaré da unidade Santo Amaro e convidados, o nosso trabalho.
A equipe Mestre Virtual deseja sucesso a todos e que tenhamos um bom evento!

Lívia, Jailson, Mari, Patrícia, Paloma e Leandro

Vida Maria: uma reflexão

VIDA MARIA” é um filme curta-metragem em animação realizado com recursos do edital “3o. PRÊMIO CEARÁ DE CINEMA E VÍDEO”, realizado pelo Governo do Estado do Ceará, onde recebeu nota máxima na categoria “FICÇÃO-ANIMAÇÃO-FILME”. O curta se consagrou nos festivais de cinema em 2007 e encerrou o ano como o filme mais premiado do Brasil. 
Produzido em computação gráfica 3D e finalizado em 35mm, o curta-metragem mostra personagens e cenários modelados com texturas e cores pesquisadas e capturadas no Sertão Cearense, no Nordeste do Brasil, criando uma atmosfera realista e humanizada. Maria José, uma menina de 5 anos de idade, é levada a largar os estudos para trabalhar. Enquanto trabalha, ela cresce, casa, tem filhos, envelhece.





Fonte: VIACG

A doutora Waldivia Maria de Jesus fala sobre alfabetização e letramento

Waldivia Maria de Jesus nos concedeu uma entrevista sobre alfabetização e letramento.
Waldivia possui graduação em Língua e Literatura Portuguesas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1992) e mestrado em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2007). Doutorado em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de são Paulo (2011). Experiência no ensino de Língua Portuguesa, na Educação Básica, atuando na Secretária Municipal de Educação, EMEF. Otoniel Mota.


Currículo Lattes de Waldivia Maria de Jesus



Nos anos iniciais se fala muito em alfabetização e letramento, para senhora, o que significam esses termos e como associá-los ou aplicá-los durante o processo de aprendizagem dos alunos?
Waldivia Maria de Jesus: A alfabetização refere-se ao desenvolvimento de habilidades do sujeito para codificar e decodificar signos linguísticos, como condição básica para que ele exerça a ciência da leitura e da escrita. O letramento é uma extensão qualitativa da alfabetização, pois visa ao desenvolvimento de habilidades para que o sujeito faça uso dos códigos linguísticos de maneira interacionalmente satisfatória. Nas fases de desenvolvimento mais avançadas, a alfabetização e o letramento devem ocorrer de modo simultâneo, por meio do incentivo à reflexão sobre a linguagem e seus diversos usos, de acordo com o tempo, o lugar e as pessoas envolvidas no evento discursivo.


Existe um método eficaz de alfabetizar e letrar o discente?
Waldivia: Existem várias metodologias de ensino que podem contribuir para alfabetizar e letrar o educando de modo simultâneo. Os métodos ativos parecem ser os mais eficazes. Esses métodos privilegiam a reflexão sobre o objeto de ensino em questão, focalizando-o sob diversos ângulos, designando suas diferentes faces e relacionando-as com outros elementos e outros contextos.


O que permite que leitura e escrita sejam aplicadas de uma maneira eficaz?
Waldivia: A reflexão sobre as diferentes funções da linguagem consiste em um dos fatores que contribui para que as atividades de leitura e escrita se processem de maneira significativa e eficaz.


Quais são os desafios no trabalho com gêneros textuais? Os contextos socioculturais dos alunos influenciam muito?
Waldivia: A qualidade da formação dos docentes pode constituir desafios para  trabalhar com textos, numa abordagem de gêneros, uma vez que essa abordagem requer do professor conhecimentos de vários aportes teóricos, tais como: a Sociolinguística, a Psicolinguística, o Funcionalismo, a Análise Crítica do Discurso e outros aportes teóricos afins. Por meio do aprofundamento desses conhecimentos, o professor poderá encontrar os meios mais eficazes para orientar os alunos, de acordo com suas cognições socioculturais.


O professor precisa de que competências e habilidades para que esse trabalho aconteça com bons resultados?
Waldivia: O professor precisa buscar aprofundamento teórico e experimentar a aplicação dos diversos aportes teóricos às praticas de ensino de linguagem.


Na sua opinião, como se dá uma avaliação que auxilie o professor e o aluno nesse processo de leitura e produção escrita?
Waldivia: A metacognição ou a reflexão sobre os processos de ensino/aprendizagem deve nortear os processos avaliativos, pois quando os sujeitos desses processos expõem ideias e dúvidas, eles elevam o grau de consciência sobre seu fazer e sobre o grau de dificuldade que encontram para realizar uma determinada tarefa. Essa avaliação é essencial para redimensionar as ações e buscar o caminho para obter sucesso na construção do conhecimento em questão.


Qual o papel da escola nesse processo de aquisição de leitura e escrita?
Waldivia: O papel da escola é fornecer bases para a construção de uma cultura que valorize o desenvolvimento das capacidades leitora e escritos dos alunos.


E a família onde entra nesse processo?
Waldivia: As famílias têm um papel importante no processo de leitura e escrita das crianças e dos jovens. Para despertar o gosto pela leitura, os pais devem criar o hábito de ler histórias infantis para seus filhos. E, à medida que os filhos forem desenvolvendo a competência leitora, os pais devem solicitá-los para que leiam histórias para eles ouvirem.


Qual a importância social de se formar bons leitores e escritores?
Waldivia: A formação de leitores e escritores é de extrema importância, pois, ao veicular, pela linguagem, os significados/sentidos que desejam e, ao interpretar os significados/sentidos que chegam até eles, a vida deles ganha em qualidade, uma vez que   passam a perceber o quanto são capazes de transformar suas relações com o mundo ao mesmo em que são transformados.


A senhora acha eficaz a proposta de ensino (currículo) para Língua Portuguesa? Ela ajuda o professor à planejar suas aulas?
Waldivia: A língua é a base de tudo, portanto deve ter lugar privilegiado em todos os currículos. O professor que tiver competência linguística, comunicativa e sociocultural, com certeza, terá maior habilidade para planejar suas aulas e operacionalizar seu plano de curso, de acordo com as características de seus alunos.


Qual reflexão a senhora deixa para todos quanto à educação em geral?
Waldivia: Caros educadores, não se sintam culpados, caso pensem que suas ações surtem pouco efeito positivo sobre a educação, se pensam assim é porque vocês são excelentes educadores e estão sempre buscando novas maneiras de ensinar para atingir a excelência desejada.